EM BUSCA DA FORÇA MENTAL

As frases dominantes do momento são do tipo: “este ano será muito difícil” ou “vai ser muito complicado trabalhar este ano”, em referência às perspectivas do mercado sinalizadas pela imprensa e pelos analistas econômicos.  Não obstante o cenário não ser dos mais favoráveis, cabe perguntar se, ficar reclamando repetidamente irá nos levar a melhores resultados em 2015? Qual o efeito desta atitude em nossa força mental?

O que sentimos e pensamos viram palavras, palavras repetidas viram ações, ações repetidas viram crenças e as crenças formam nosso modelo mental, o qual influenciará nossa interpretação do mundo e definirá o nosso comportamento padrão. A armadilha do nosso modelo mental é que ele filtrará os novos sentimentos e pensamentos segundo o padrão estabelecido anteriormente, estabelecendo um ciclo que pode ser vicioso (de fracasso) ou virtuoso (de evolução).

Figura Modelo mental

É fundamental saber identificar atitudes, pensamentos e palavras que consomem nossa energia, minam nosso modelo mental e inibem a nossa capacidade de realizar coisas positivamente, por estar preso a um círculo vicioso ao invés de se fixar em um ciclo virtuoso de otimismo e força mental positiva. Este foi o pano de fundo da palestra “Em busca da força mental” realizada pelo sócio consultor da Topsis Marco Aurélio de França na Convenção de Vendas da AutoLinea Peças Automotivas (Grupo Hübner) nessa semana com a presença de todos os representantes de vendas de todo o país, juntamente com analistas, coordenadores, gerentes e diretores da empresa. “Esta reflexão vai  mudar o meu ano”, foi o comentário de um dos participantes após a realização da palestra.